Ouro de tolo – versão 2

Pirita

Já escrevi sobre isso aqui no blog, mas tratei na época de fraudes oline. O tema hoje é mais específico e interessante e vou pegar o título como referência. Transcrevo abaixo e em partes o post do blog Estação Windows, escrito por Maurício Grego, para fazer minhas considerações.

“O que os brasileiros não terão no Windows 7

Pré-venda
A Microsoft vendeu um milhão de cópias do Windows 7 por preço promocional durante a fase de pré-lançamento. A edição Home Premium, por exemplo, custava 49 dólares nos Estados Unidos, o equivalente a 85 reais. Na Europa, o preço era 49 euros. Houve promoções similares em vários países, mas não no Brasil.

Estudantes
Nos Estados Unidos, estudantes podem comprar o Windows 7 Home Premium ou Professional pelo equivalente a 52 reais. Para isso, a exigência básica é ter um endereço de e-mail com terminação .edu. Essa oferta vale até 3 de janeiro. Há outras similares em países como Reino Unido, Austrália, Canadá, França, Alemanha, Coreia e México, mas não no Brasil. A Microsoft tem um programa de vendas a universidades aqui, mas ele é bastante mais restrito.

Preço de lista
Na China, o Windows 7 Home Basic custa o equivalente a 102 reais. No Brasil, o valor de lista é 329 reais, mais de três vezes o preço chinês. Além disso, qualquer que seja a edição do Windows 7, o preço brasileiro é sempre superior ao cobrado nos Estados Unidos.

PC + Desconto
Em 14 países, quem compra um computador com Windows 7 ganha um desconto para adquirir também uma cópia avulsa do sistema operacional. A idéia é que, se a pessoa tiver outro micro, ela use essa segunda cópia para atualizá-lo. Essa oferta vale até 2 de janeiro. Como você já deve ter imaginado, o Brasil não está entre esses 14 países.

Pacote familiar
O pacote com três licenças do Windows 7 Home Premium vai custar, nos Estados Unidos, o equivalente a 261 reais. Esse pacote existe também em outros países, mas não no Brasil, onde as mesmas três licenças custam 1.197 reais. Dá para comprar 12 licenças nos Estados Unidos e ainda sobra troco.

Anytime Upgrade
Essa opção, disponível em 13 países, permite passar de uma edição mais simples a uma mais completa por um preço reduzido. Alguém que tenha Windows 7 Starter nos Estados Unidos, por exemplo, pode mudar para o Home Premium pelo equivalente a 139 reais. O Brasil não está entre esses 13 países. Assim, um brasileiro que queira fazer o mesmo upgrade gastará 399 reais na cópia completa do Home Premium, quase três vezes mais.”

Palhaço

Bom, acho que o pessoal de Redmond nos enxerga como palhaços. Depois de ler este post, o que eu já tinha certeza se confirmou. A Microsoft está pouco se lixando para o Brasil e outro países de terceiro mundo. Realmente é uma lástima saber que ainda tem quem compre e enalteça uma empresa que só explora, sem falar que seus produtos são de confiabilidade duvidosa. Ainda bem que no próximo dia 29 teremos mais uma vez orgulho de usar Linux e deixo aqui um comentário muito interessante que o leitor Carmelo deixou naquele blog:

“Daqui a 7 dias teremos o lançamento mundial do Ubuntu 9.10 . As condições são as mesmas nos EUA, na China, aqui e em qualquer outro lugar do mundo. De graça. Estável. Bonito. Não estou ganhando nada pela “propaganda”, apenas a consciência profissional tranquila. Ajude a MS a continuar “inovando”. Use Linux.”

Fonte: Info

5 thoughts on “Ouro de tolo – versão 2

  1. Angelo 22 de outubro de 2009 / 15:56

    Interessante, porém, todo lançamento do Microsoft é a mesma coisa…rsrss. E o mais cruel disso tudo é saber que o Linux deve representar 1% do mercado mundial…
    Ja imaginou se toda vez que a Canonical lançasse a comunidade Microsoft começasse a falar sobre os problemas de compatibilidade, etc…rsrsrs
    Daqui há pouco é o SO do Google, e assim vai.. a guerra num termina nunca..

    Curtir

  2. Wendell 22 de outubro de 2009 / 17:05

    Interessante mesmo é ver uma empresa praticar esse tipo de política beneficiando uns e excluindo outros. Tá, sei que isso é política de mercado, mas venhamos e convenhamos, quando é que tivemos situação semelhante em se tratando de software livre, mais especificamente o Linux? Ainda fico com minha visão de que a cada lançamento, a Microsoft faz a turma de idiota e seus defensores caem tranquilamente.

    Curtir

  3. Pedro 17 de novembro de 2009 / 16:34

    no começo pode ser toda essa euforia com o novo windows 7 que já está a venda, mas vamos esperar uns 6 meses para ver como vai ficar e por enquanto fico com o linux.

    viva o software livre

    Curtir

  4. preziosi 16 de dezembro de 2009 / 18:26

    Não sou defensor do Windows, muito e muito pelo contrário. Concordo que o Brazil para a Microsoft é um nada.
    Mas nós temos culpa nisso
    a) O nosso desgoverno cobra impostos absurdos
    b) A pirataria corre solta e nos pagamos por isto
    c) Pesquisas indicam que um dos principais motivos das pessoas hesitarem no uso do Linux é o suporte
    d) Diversos foruns de Linux (isento alguns) fazem pouco caso dos iniciantes
    e) O que nós que usamos Linux fizemos para tornar o Linux fácil de ser instalado por um neófito de computador?
    f) Várias comunidades de Linux na Europa fazem verdadeiras campanhas para incentivar o uso do Linux
    Enfim, mea culpa, eu também não fiz o que deveria ter feito.

    Curtir

  5. Wendell 17 de dezembro de 2009 / 03:31

    Preziosi, concordo contigo em partes. Realmente os impostos são reponsáveis pelos preços abusivos, a pirataria corre solta e a Microsoft pouc faz, afinal, ela prefere usar pirata do que perder o seu marketshare. Quanto ao suporte do Linux, isso é realmente um tendão de Aquiles, outro aspecto é sobre os fodões que usam o sistema, especialmente porque tem muito bam-bam-bam aí do software livre que adora tirar uma com a cara de algum novato que se aventura neste universo, e isto é realmente uma lástima, afinal, ninguém nasce sabendo e creio que perguntar não ofende, porém pelo lado dos neófitos, tem uns que por pura preguiça e comodidade, preferem insistir em questionamentos básicos de que dar uma lida no vasto material que tem por aí.
    Finalizando, creio que a época pré-histórica do Linux já passou, acho que se algum maluco iniciante resolver se aventurar com um Debian, Slack, Geento ou Arch, até aí tudo bem, realmente são distribuições avançadas e que requerem um certo grau de familiaridade com o pinguim, mas em tempos de Ubuntu, Mandriva, OpenSuse, Fedora e tantos outras distros que minimizaram o impacto no quesito instalação e usabilidade, não creio que é tão complexo assim. Na verdade, o que falta é um maior estímulo por parte das empresas, as pessoas quebrarem certos paradigmas quanto ao que existe hoje, abrindo sua mente para novas possibilidades e os desenvolvedores deixarem de criar softwares só para os usuários avançados. Se mudarem isso, já daremos um salto significativo. Creio que o Ubuntu vem quebrando essas barreiras desde seu lançamento.

    Curtir

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s