Sugestão de leitura

No final de junho do ano passado tracei uma meta para o segundo semestre. Eu queria ler no mínimo três livros não técnicos. Mas por que não técnicos? É óbvio, já tinha lido bastante coisa de tecnologia e eu queria aproveitar minhas férias do mês de agosto lendo algo que não falasse  nada relacionado a computadores, linguagens de programação e similares.

Em julho fui à caça de boas sugestões de leitura. Fiz uma pequena lista e comprei o primeiro livro. Como mencionei, a meta eram três livros, no final, li quatro. Fiquei bastante satisfeito. Para 2009 dobrei a quantidade. Se eu conseguir ler seis, já fico mais que recompensando. Vai ser difícil, especialmente porque esse ano tenho dois TCC’s para enfrentar. Mas conseguirei. Tenho certeza.

O primeiro livro que comprei é daqueles que realmente nos prendem e não dá vontade de parar de ler. É  inexplicável. Após uma pesquisa bem detalhada, comprei A MENINA QUE ROUBAVA LIVROS do australiano Markus Zusak. Vou me ater apenas em dizer que foi a melhor aquisição que já fiz. Realmente a trajetória de vida da pequena Liesel Meminger nos faz refletir sobre o holocausto e as dificuldades daquela época. A história se passa na Alemanha nazista e é narrada pela  Morte. Quer saber mais? Compre e deleite-se com uma história profunda e envolvente.

Após me emocionar com a história da pequena Liesel, no final de agosto fui a procura de mais uma obra. Dessa vez optei por algo relacionado à história de nosso país e comprei o livro 1808, de Laurentino Gomes. O livro fala sobre a transferência da Corte Portuguesa para o Brasil, que na ocasião fugiu do poder de Napoleão. Uma conclusão eu tirei lendo essa obra primorosa. D. João, apesar de mostrar-se fraco e indeciso, não tinha nada de bobo. Sua aparência até contribuía para que o julgassem como tal, mas só de passar Napoleão para trás, fez com que sua atitude fosse reconhecida pelo próprio Bonaparte quando preso. 1808 mostra desde a chegada da corte,  as mazelas sociais brasileiras, os costumes,  corrupção, troca de favores até mesmo os hábitos estranhos da época. Um exemplo é o trecho abaixo:

“Sem esgoto sanitário o lixo era invariavelmente jogado às ruas pelas janelas e, não raro, um passante recebia o “batismo” de dejetos humanos. Classes mais abastadas contavam com escravos encarregados de levar seus dejetos acumulados para despejar na Baía de Guanabara. Ficavam conhecidos como “carijós” pois quando o ácido de urina misturada com fezes caía sobre suas costas deixava em suas peles negras algumas manchas brancas.”

É sem dúvida leitura recomodadíssima, ainda mais se você curte esse lance de história do Brasil!

Terminei a leitura de 1808 no início de outubro. Aproveitei uma viagem à capital e comprei mais dois livros. Um estava na relação – Eles continuam entre nós –  e o outro (A Cabana)  entrou de gaiato e foi bastante oportuno.

Esse assunto no entanto deve ser tratado com todo o respeito. Para uns é bobagem e para outros é algo levado muito a sério. Sempre gostei desse tipo de leitura, afinal, como ser humano curioso, sempre tive na cabeça aquele pensamento de que quando chegar o fim o que estará reservado para nós. Assim, comecei a ler o livro ELES CONTINUAM ENTRE NÓS, da médium ZÍBIA GASPARETTO. Já tive a grata oportunidade de ler outras obras dela e confesso que todas me surpreenderam pela qualidade, pelos ensinamentos e principalmente pelas mensagens que passam.

O livro descreve a experiência da autora em seu programa de rádio, no qual os ouvintes relatam através de cartas e mensagens seus contatos com pessoas que já desencarnaram. É intrigante e ao mesmo tempo leva a uma reflexão profunda. Na medida que lemos, vamos compreendendo a morte de forma natural e passamos a aceitá-la de maneira menos traumática. Leitura recomendada!

Encerrando minhas sugestões de leitura, finalizei 2008 com a obra de William P. Young, A CABANA. No final de novembro comecei a ler o livro, porém, devido às provas finais da faculdade, tive que adiar por três vezes a leitura da obra, iniciando definitivamente em dezembro.

A história de Mackenzie é incrível. Só posso dizer que não é nada convencional encontrar Deus um dia por aí como uma cozinheira. Chama a atenção no livro a forma com que o autor coloca a importância de jamais se perder a fé em Deus. Ao longo da história, convivemos com a dor de um pai e sua busca por respostas. Acredito que fechei com chave de ouro minha lista de livros de 2008. Pode comprar e ler sem medo de ser feliz!

Para 2009, como mencionei, dobrei minha lista. Tempo, não sei se vou ter. Uma coisa que tenho a meu favor é que sou um apaixonado por leitura e como já me desliguei de TV um bom tempo, pelo menos isso não será desculpa caso não consiga alcançar esse objetivo.

Para esse ano pretendo ler além de obras de ficção, aventura ou seja lá o que estiver bombando nas livrarias, um pouco mais a Bíblia. Sempre tive esse hábito. Porém a correria do dia-a-dia acaba nos impossibilitando de exercitar essa leitura tão essencial em nossa vida.

Bom, deixo aí minhas dicas. Espero que sejam bastante úteis e ajude a escolher qual dessas obras será a primeira de sua vasta lista para 2009. Boa leitura.

2 thoughts on “Sugestão de leitura

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s