Vida de cachorro

Hoje vou fugir um pouco da finalidade do blog. Não falarei sobre Linux, Software Livre e afins. Hoje vou falar do Totó. A cena é bastante hilária e não resisti, acabei registrando o acontecimento. Pode não ter muito interesse para os freqüentadores do blog, mas foi bastante inusitado.

Resumindo o fato, vida de universitário é uma merda, especialmente quando você tem que pegar coletivo. Para os mais íntimos é o famoso “cata jeca”. No meu caso, pego o coletivo na porta de minha casa. Até a faculdade são quarenta minutos, ida e volta. Normalmente a volta é mais rápida e faço um tour pela cidade até chegar ao meu destino.

Já são três anos de curso, sendo que nos últimos dois, vou e volto de coletivo. Já ví de tudo um pouco. É casal brigando, tonto caindo,  rapazes alegres com apitos e soltando a franga, travestis desfilando no corredor e mais um montão de coisas.

Hoje porém foi diferente e engraçado. Como estamos no fim de período, quem termina as avaliações tá mais  é a fim de ir para casa. Ao terminar minha prova de Redes, saí apressado e fui para o ponto. Chegando lá quase desisti, tinha um batalhão de pessoas que também iriam pegar a condução naquela mesma hora. Ali vale a lei do mais forte. Quando a lotação aponta, saí aquela manada de gente correndo, parecendo que estourou a boiada, isto para entrar primeiro e garantir um assento. Como sempre, sou um dos que entram por último. Pra mim tanto faz ir acomodado ou em pé. Normalmente vou pra “rabeta” e fico com a turma do fundão. Quando o veículo começou a deslocar, eis que uma freada repentina ocorreu e a porta dos fundos se abriu. Primeiro entrou um carrinho de bebê, sendo carregado por um casal de hippies. Na sequência vieram mais algumas malas, mochilas e quatro ou cinco armações de PCV onde eram expostos os trabalhos artesanais. Certamente era o ganha pão deles. Bom, agora pensa,  isso tudo numa lotação entupida de alunos e tudo colocado ali, justamente na porta de saída.

Até aqui nada demais. Era apenas um casal que resolveu às nove e meia da noite fazer a sua mudança em um coletivo. Coisa normal, coisa do dia-a-dia.  No entanto, nos chamou a atenção quando uma das malas se mexeu. Confesso que nem percebi, porém, após algumas gargalhadas, foi que o vi. Lá estava ele, todo cheio de pose e com ar de “tô nem aí”. Sim, era o Totó, um simpático vira latas amarelo, todo feliz e com a cabeça de fora da mala, para o seu alívio. Bom, essa balela toda está registrada no vídeo abaixo. A imagem não ficou muito legal, mas da para sentir o drama. Se tinha bebê no carrinho eu não sei, porém foi bastante engraçado ver as pessoas se contorcendo para sair do coletivo. A parte mais divertida porém não foi registrada. No centro da cidade o casal resolveu saltar. Desce carrinho, desce mala, tira mochila e as armações de PCV e eis que o Totó resolve das as caras e sair para brincar com o pessoal. Ainda bem que seu dono foi mais rápido. Num pulo ele puxou o bichinho e o tirou do coletivo.  Enfim, mais uma cena urbana e divertida.

3 thoughts on “Vida de cachorro

  1. _DS2_Minina_ [Daiane] 10 de dezembro de 2008 / 05:41

    hahaha realmente …. uma situação bem inusitada😛

    Bem … na Universidade ooinde eu estudava (acabei de me formar em eng. ambiental) há um ônibus chamado BASA, que ele leva gratuitamente o pessoal de um terminal até a faculdade… lembrando que n]a facu é próximo à práia da Graciosa onde é ponto turístico e há vários hippies que vão para lá “conquistar seu ganha pão” hehe
    E cenas como esta são NORMAIS também .. só que … camuflando um cachorro na mala .. aí é de mais ehehehehe ainda não ocorreu isto pelo menos em meus 5 anos de faculdade heehhehe

    Parabéns pela história e pelo blog😀

    Curtir

  2. Wendell 10 de dezembro de 2008 / 08:40

    Realmente Daiane, nesses últimos três anos não vi nada semelhante. Interessante é que apesar de todo o tumulto, o casal agiu naturalmente e nem se importou com os comentários de alguns insatisfeitos. Isso é que é ter uma vida bem zen. Valeu pela visita e pelo comentário.

    Curtir

  3. viviane 11 de dezembro de 2008 / 03:19

    dell..kkkkkkkkkk mto bom isso… aqui em Goiás nao difere… já entrei em coletivo com cachorro, papagaio e galinha…. em um só… pensei q fosse transporte do zoologico…. baum tb neh… rsrsrs ooo como acadêmico sofre ne…rsrs um bjo.

    Curtir

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s