Windows vs Linux no Olhar Digital

olhardigital

Sempre acompanho aos domingos o programa Olhar Digital. Apesar de ser um programa de apenas 30 minutos, espero ansioso pelo seu início. Acredito que se explorassem mais o horário e os temas, este seria o programa de tecnologia da tv brasileira.

Uma das coisas que sinto falta no entanto são matérias relacionadas a Linux e software livre. Já vi algumas, mas poderiam dar mais enfoque ao tema visto que o Linux deixou a muito tempo de ser um programa para geeks.

No programa de hoje (16/11) eles trataram de um tema que me chamou a atenção. Fizeram um paralelo entre comprar um computador com Windows e pagar mais caro ou então optar pelo Linux e ter inúmeras vantagens conforme poder ser visto no vídeo da reportagem.

O que mais pesa nesse tipo de compra não é a opção em si de adquirir um produto com Linux, mas sim o que vem instalado nessas máquinas. O que tem de porcaria sendo instalada por aí faz com que os usuários migrem para o XPiratão sem medo de ser feliz e ainda por cima saem metendo o pau no Linux.

Em resumo, a reportagem teve seu lado positivo, pois mostrou em cinco minutos que o Linux não é mais aquele bicho papão que muita gente pensa. O foco da matéria foi o Ubuntu e o gerente da Canonical para a América Latina – Fábio Filho – pincelou as vantagens de se usar um produto livre, com inúmeras possibilidades de softwares e no qual o usuário pode participar dando sugestões de melhorias.

Pena que muitos fabricantes infelizmente ainda insistem em querer reinventar a roda e em vez de utilizar softwares de qualidade para seus computadores, ficam criando por aí distribuições bizarras, mal acabadas e de péssima qualidade.

Para ver o vídeo clique aqui.

4 thoughts on “Windows vs Linux no Olhar Digital

  1. Luiz Antonio 29 de março de 2010 / 19:16

    Sou 100% Windows, o Linux nada mais é do que uma bengala para programador frustrado.
    A turma do Linux não diz claramente que Sotfware Livre é pago e muito bem pago. Eles dizem que podemos modificar à vontade, mas… quantos usuários comuns têm condições de fazer essas mudanças?
    Por enquanto a única vantagem do Linux sobre o Windows ou mesmo o Mac é que por se tratar quase tudo em modo texto não “pega” vírus, por enquanto, só por enquanto.

    Curtir

  2. carlos 24 de julho de 2010 / 17:18

    também sou usuário de linux (Ubuntu) e considero mais seguro, pelo menos por enquanto. Sobre a liberdade do linux, é discutível. Penso que o linux é livre para os desenvolvedores, que conseguem fazer com ele o que quiserem. Os usuários podem personalizar o seu linux, só se tiverem internete e aí tem que ter o rabo preso com alguma empresa fornecedora do serviço. Quem usa o Rwindows, pode personalizá-lo até comprando programas na banca de jornal. Penso que o linux poderia resolver esse problema, permitindo a instalação de programas da mesma maneira. O ubuntu, que é o mais comentado, vem com o escrevinhador em inglês. Todo linux destinado aos brasileiros, deveria ser disponibilizado com BR Office, questão de respeito. Pense que isso nem é difícil, já que é propagado aos quatro ventos que o software é livre e pode ser modificado de acordo com a necessidade do usuário. E não culpo a Canonical, deveria ser feito pelos brasileiros. Tem um ubuntu personalizado com um instalador de jogos, que funciona. Porque alguém não coloca um instalador de programas, que pode ser usado sem internete. penso que é possível e penso que enquanto isso não for resolvido, vai continuar a resitência contra o linux, que eu pessoalmente, gosto mais do que o outro. Por enquanto, sem internete, temos que comer o prato, do jeito que é servido e nem da para colocar um molho de pimenta.

    Curtir

    • Wendell 25 de julho de 2010 / 15:17

      Carlos, não sei quanto tempo você usa Linux, mas conheço o sistema desde 98 e te garanto, melhorou muito, muito mesmo. Realmente cada distro tem suas particularidades, ou seja, uma tem instaladores, outra tem central de configuração e outras, bem, tudo é feito na mão mesmo. Isso chama-se diversidade e é por isso que o Linux é esse sucesso em termos de tecnologia.

      Quanto ao Ubuntu, este realmente a cada dia melhora. Acredito que muito está por vir. Só não concordo com duas afirmações, sendo uma do Luiz Antônio que menciona que Linux é bengala de programador frustrado, se ele vê assim a turma do Google tá ferrada, afinal, o sistema operacional dos desenvolvedores por lá é Linux, portanto não concordo com isso. A outra questão é basicamente quando você fala que a liberdade é discutível. Veja bem, tá certo que os programadores podem moldar o sistema de acordo com suas necessidades. Até aí tudo bem, mas hoje, o poder de personificação dos ambientes Linux, diga-se GNOME, KDE, LXDE, XFACE e tantos outros, até mesmo algumas aplicações, proporcionam a qualquer leigo dar uma otimizada na máquina, sem muitas dores de cabeça. Deixo aqui apenas uma ressalva. Quem procura Linux, deve ter em mente que neste sistema é necessário esquecer o conceito de Windows, e estar com a mente aberta ao aprendizado.😉

      Curtir

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s