Uma pedra em meu caminho

“No meio do caminho tinha uma pedra
tinha uma pedra no meio do caminho…”

Esse é talvez o mais famoso poema do mineiro e conterrâneo Carlos Drumond de Andrade. Pelo menos é bem conhecido.

E é essa maldita pedra que vem infernizando meus dias. Desde o dia 7 de dezembro venho enfrentando uma litíase renal. Para quem não sabe do que se trata, clique aqui.

Enfim, devido a essa pequena pedra de 1 cm que é formada pelo acúmulo de sais de cálcio, ácido úrico, fosfatos, oxalatos, cistina e, eventualmente, outras substâncias como penicilina e diuréticos e que atinge cerca de 12% dos homens, tenho me ausentado aqui do blog. Confesso, a coisa dói viu!

Mas amanhã iniciarei meu tratamento e creio que em breve retornarei com força total.

Anúncios

2 comentários sobre “Uma pedra em meu caminho

  1. Patricia 4 de janeiro de 2009 / 16:23

    Tive uma segunda crise de microlitíase e fiquei fora de mim de tanta dor, espero que melhores logo! Realmente foi uma pedra no meu caminho.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s