sete dias para pensar…

Uma semana para propor alternativas à aquisição das licenças do pacote Office da Microsoft pela Receita Federal. Essa foi a decisão tomada após reunião entre o secretário-executivo do ministério da Fazenda, o presidente do Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro), e o secretário da Receita Federal responsável pela Tecnologia de Informação e Segurança.

A principal polêmica gerada pelo edital estava na grande quantidade de licenças a serem adquiridas. Os 40,8 milhões de reais estimados na compra, equivalem, por exemplo, a 6% da verba destinada ao programa social federal Bolsa Família no mês de julho, que totalizou 680 milhões de reais, conforme apontou a comunidade de software livre.

Uma alternativa proposta pela comunidade de software livre – especialmente as organizações BrOffice.org, a Associação Software Livre.org e a Free Software Foundation Latin America – seria a implantação do BrOffice, já adotado pela Receita Previdenciária. O órgão economizou 21 milhões de reais em licenças com o pacote de escritório de código aberto.

Vamos ficar de olho!

Fonte: COMPUTERWORLD

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s